Apresentação do livro Uma Bomba a Iluminar a Noite do Marão de Daniela Costa, Edição Afrontamento

Com a presença da autora e apresentação pelo escritor Francisco Duarte Mangas.

Chovia na noite em que mataram com uma bomba um padre e uma estudante, que regressavam a casa depois de terem dado aulas noturnas a adultos.

O caso aconteceu em Vila Real a 2 de abril de 1976 e as vítimas foram Maximino Barbosa de Sousa, conhecido como Padre Max, e Maria de Lourdes Correia.

Reconstruindo este cenário, esta obra ficcional explora as tensões e as ambiguidades das várias personagens que são chamadas a testemunhar.

A chuva, a bomba, a morte e a noite no Marão são factos.

A narrativa é uma hipótese.

Daniela Costa
Com formação em Ensino de Português, pela Universidade do Minho, Daniela Costa deu aulas de Português em Timor-Leste em 2004, onde organizou também uma biblioteca escolar.
Regressou depois a Portugal, onde trabalhou como secretária de direção, dedicando-se ainda a projetos de cooperação com Timor.
Em 2012, criou Biografias por Encomenda, atividade profissional que exerce em exclusividade até hoje, tendo criado dezenas de textos para edições particulares (biografias, contos, monografias e cartas).
Em 2014, publica Dançar à Chuva (edição e autor), uma coletânea de biografias de pessoas que, no seu anonimato, apontam sinais de esperança.
Edita em 2018 o livro Uma Bomba a Iluminar a Noite do Marão, pela Edições Afrontamento.
Recebeu o 1.º Prémio do I Concurso Literário organizado pela Embaixada da República da Coreia em Portugal, com José Luís Peixoto à cabeça do júri, e o 3.º Prémio da 16.ª edição do Concurso Literário Dr. João Isabel, organizado pela Câmara Municipal de Manteigas.

Livraria 100ª Página | Casa Rolão Av. Central, 118/120 4710-229 Braga | Tel: 253 267 647 | Fax: 253 267 648